Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Esmiuçamento da entrevista do Jérôme Rodrigues

por Pedro Caprichoso, em 07.09.15

À primeira vista parece uma entrevista banal, inocente e norteada por três hagás: honestidade, humildade e humor. No entanto, após repetidas audições, começamos a decifrar as indirectas, os recadinhos e as mensagens subliminares. É preciso ler nas entrelinhas para saber o que o Jérôme está, efectivamente, a dizer. Que é como quem diz: é preciso esmiuçá-la. Esmiuçá-la-emos então:

 

 

01:00 – «O Pedro Caprichoso coagiu-me a participar no Desafio Prozis.»

 

Coagir? Desde quando é que atar um gajo nu a uma cama e fazer-lhe cócegas nos pés é coagir uma pessoa? Que exagero!

 

04:02 – «No Ultra Trail tudo pode acontecer.»

 

Não pode. Para quê enganar as pessoas? Há coisas que não podem acontecer no Ultra Trail. Há impossíveis. Por exemplo, é impossível fazer o Ehunmilak abaixo das 25h, sem muletas e de fio dental entalado no rêgo do cu. Impossível.

 

05:25 – «Não vou esmiuçar o que eu como.»

 

Os jornalistas já deviam saber que o Jérôme não fala da sua vida privada – e faz ele muito bem. Eu também não falo de quem eu como ou deixo de comer.

 

06:55 – «A casa é que faz o atleta»

 

Esta magoou-me profundamente. Não tenho culpa dos meus pais terem um restaurante na Mealhada e de ter nascido numa Casa de Leitões. Já me chamaram porco de forma mais educada.

 

08:45 – «Não gosto muito de água.»

 

Isto é uma indirecta aos que o acusam de cheirar mal, eu incluído.

 

09:33 – «Foda-se, é demais ir 2/3 vezes ao fisioterapeuta!»

 

Isto é um pedido de ajuda camuflado. O tipo está viciado nas mãozinhas do Bizarro! Já não vive sem elas. Não é segredo que o Jérôme dorme à frente da clínica Bizarro e rouba auto-rádios para pagar o vício. Uma tragédia.

 

12:03 – «O nosso dirigente desportivo diz muita coisa».

 

Tradução: «Alcobia, cala-te!»

 

13:55 – «Comecei a correr para arranjar namorada».

 

Pronto, cá está ele a fazer-se de vítima. Ui, coitadinho, estava gordinho e ninguém lhe pegava. Começaste a correr para arranjar namorada? Olha que novidade. Começámos todos. Como diz a amiga da amiga de uma prima minha: “É a força da pachacha!”

 

19:13 – «Isto porque nós fizemos a tal prova, na Padela, há 3 anos atrás. Há 2 anos atrás… Não, melhor, há 3 anos.»

 

Em primeiro lugar, é redundante dizer “3 anos atrás”. Diz-se “há 3 anos”. Em segundo lugar, foi mesmo há 2 anos. Ver a prova em baixo. Isto para dizer que fiquei à frente do Jérôme na primeira edição do Hard Trail da Padela. Ora toma, embrulha e faz um lacinho.

 

Padela.jpg

 

19:30 – «Recebi o convite do José Carlos Alcobia para integrar o Viana-Trail».

 

Grande coisa. Ele convida toda a gente. É assim que ele nos engana. Faz-nos sentir especiais e depois vimos a saber que ele vai com todos. Eu percebo a tua dor.

 

22:36 – «Atleta é aquele que consegue viver do desporto».

 

Mais uma mentira. Há muita gente que vive do desporto e não é atleta, como por exemplo as mulheres dos jogadores de futebol – que vivem às custas deles.

 

25:25 – «Os meus heróis são pessoas palpáveis».

 

26:43 – «Colegas que me acabam por suscitar bastante prazer».

 

Não carece dizer nomes. Todos sabem a quem ele se está a referir. A nossa relação é muito física e fartamo-nos de nos apalpar um ao outro – o que nos acaba por suscitar bastante prazer.

 

Mais uma dica: reproduzam a entrevista de trás para a frente, dupliquem-lhe a velocidade e preparem-se para receber uma mensagem diabólica vinda dos quintos dos Infernos.

 

P.S. Dito isto, esta é, sem sombra de dúvida, a melhor entrevista no âmbito do Trail que já vi com estes olhos que a terra há-de comer. Deixem-se de merdas e merdinhas, de dicas e segredinhos, de truques e mesinhas – e sigam os conselhos indicados pelo Jérôme. Basta isso.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D