Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Material Obrigatório?

por Pedro Caprichoso, em 05.02.15

Uns defendem que devemos usar o material exigido pelas organizações; outros defendem que devemos usar o material que nos apetecer. Ou seja: de um lado temos os adeptos do material obrigatório; do outro os adeptos do material facultativo. Eu, confesso, inclino-me mais para o segundo grupo.

 

luis-robie_w_jenn.jpg

 

Desde logo, as organizações não devem ser condescendentes com os atletas. Vejo muitas organizações tratarem os atletas como se fossem crianças. Os atletas são adultos, vacinados e responsáveis por si mesmos. Dito isto, sou da opinião de que as organizações devem recomendar e não obrigar. Para protecção das organizações, até é melhor que assim seja. Senão vejamos: o que é melhor do ponto de vista das Organizações?

 

  • Que se recomende a utilização de x equipamento e depois ocorra um acidente porque a vítima escolheu não seguir essa recomendação?
  • Ou que se especifique no regulamento que é obrigatório o uso de x equipamento e depois ocorra um acidente porque a Organização não verificou a sua utilização?

 

De maneira a salvaguardarem a sua posição e evitarem problemas com a Justiça, parece-me claramente preferível a primeira situação. O problema é este: ao especificarem no regulamento que é obrigatório, as Organizações imputam sobre si a responsabilidade de verificar e impedir a participação dos atletas que violem essa obrigatoriedade—e para isso não basta verificar antes. Há que verificar antes, durante e depois.

 

Se um tipo é maluco e quer correr de tronco nu, em pleno Inverno, na Serra da Estrela, é deixá-lo! Por que raio é que uma organização deve ser responsável pela maluqueira de seres maiores e vacinados? Relembro-vos—em nome do pai, do filho e do espírito santo—de que não estamos a falar de crianças, mas de adultos. E—por amor do santíssimo—não estamos a falar de Alta-Montanha, tipo Alpes ou Pirenéus, mas de Serras e Montes do nosso Portugal. É que nem há comparação possível.

 

wedsnowedSnowRun.jpg

 

Mais do que exigir material obrigatório, já que o objectivo é assegurar a integridade física dos atletas, as Organizações deveriam garantir, isso sim, dentro dos possíveis, que os atletas estão minimamente preparados para terminar as provas a que se propõem. Por exemplo: que tal exigir mínimos de participação? Que tal um atleta ter de fazer uma prova de pelo menos 50km e 2500D+ para lograr inscrever-se numa prova de 100km e 5000D+? Sei que estou a tirar números do rabo, mas isto é apenas um exemplo. É certo que isso faria diminuir o número de participantes e, consequentemente, o carcanhol resultante das inscrições. Mas a prioridade é a integridade física dos atletas, lembram-se?

 

Uma coisa é certa: os acidentes envolvendo quedas vão sempre acontecer tendo em conta o terreno em que se realizam as provas de Trail. Acontecem aos primeiros e acontecem aos últimos. Posto isto, uma vez que as quedas são inevitáveis, faz sentido recomendar apito, telemóvel e manta térmica—pois estes facilitam a prestação de socorro às vítimas. Por outro lado, exigir que se levem X litros de água, X comida e X roupa já me faz um bocadinho de espécie—pois os acidentes envolvendo hipotermias, desfalecimentos e afins são evitáveis. Basta—lá está!—que as organizações garantam que os atletas estão minimamente preparados para terminar as provas a que se propõem.

 

Quanto aos tipos que passam a vida a questionar o que os outros levam às costas, subescrevo o que diz o amigo de um amigo de um primo meu:

 

««Isto já irrita. Essa gente preocupa-se mais com o que o vizinho leva do que em treinar. Ficam indignados por carregarem mais 500g do que os da frente, mas dos 5-10kg que levam a mais na banha não querem saber.»»

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D