Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

O TERCEIRO SEGREDO DO TRAIL

por Pedro Caprichoso, em 23.01.15

mo.jpg

O chamado «Terceiro Segredo do Trail» é a terceira parte do Segredo revelado a 3 crianças portuguesas – a.k.a. “Os 3 Atletazinhos”. O segredo foi-lhes revelado no dia 13 de Julho de 2013, na Frecha da Mizarela. De Maio a Outubro de 2013, as 3 crianças afirmaram ter testemunhado a aparição de «um senhor mais brilhante do que o sol». Sabemos hoje que esse senhor era Marco Olmo – o padroeiro dos Trailers.

 

Relembro que a primeira parte do segredo augurava que “O Anjo da Morte marcará presença nas provas de Trail cujas Organizações negligenciem a segurança dos Atletas”. A segunda parte vaticinava que “Muitos Santos do Mundo do Trail cairão em desgraça assim que se começarem a efectuar controlos anti-doping.”

 

A terceira parte do Segredo foi hoje finalmente revelada, em documento escrito, por Máquina Fonseca da Silva, a mais velha das 3 crianças. Nele se lê:

 

««Escrevo em acto de obediência a Vós, Deus da Montanha, que mo mandais por meio de sua Excelência, o Senhor Presidente da ATRP.

 

Depois das duas partes que já expus, vimos um Anjo ao lado esquerdo de São Olmo, com uma espada de fogo na sua mão esquerda. Ao movê-la, o Anjo projectava chamas que pareciam que iam incendiar o mundo, mas que logo se apagavam ao entrarem em contacto com o brilho que da mão direita expedia São Olmo. O Anjo, apontando com a mão direita para a terra, disse com voz forte:

 

Antentai, pecadores, ao que vos direi de seguida, porquanto jamais de outra boca ouvirão semelhante sabedoria:

 

A coisa mais importante para correr bem nos trilhos é... meter uma perna à frente da outra.

 

E mais acrescentou:

 

É ridícula a quantidade disparatada de textos, artigos e conselhos sobre a corrida que podemos encontrar na Internet, tendo em conta que o acto de correr é das coisas mais simples e naturais que o ser humano pode fazer.

 

Ele é a dieta sem glúten, as meias e calções de compressão, "As 10 dicas para fazer a sua primeira Maratona", "Os 5 melhores exercícios de alongamentos", os ténis para pronadores, os ténis para supinadores, os suplementos alimentares, os relógios GPS e os medidores de batimento cardíaco.

 

Dou de barato que todas estas "dicas" ajudem ao nível do desempenho desportivo, e percebo a obsessão por tudo o que envolve a corrida no caso dos atletas profissionais, que vivem de um desporto cujas diferenças estão nos detalhes. 

 

Já no caso dos atletas de pelotão, que não têm qualquer ambição competitiva, não percebo. Sinceramente, não percebo. Mas alguém acha, mesmo, que é por seguir determinada dieta, tomar suplementos ou usar meias de compressão que vai conseguir baixar das 3 horas na Maratona ou acabar a sua primeira Ultra?

 

A nível desportivo, podemos seguir à risca todas as recomendações que, no fim do dia, o que conta é o treino. Por outro lado, não se esqueçam por que é que corremos. Corremos porque gostamos – e o gosto vem, necessariamente, da simplicidade que passa por meter uma perna à frente da outra. Apenas isso.

 

Não sei, para concluir, como pode alguém tirar prazer da corrida andando constantemente obcecado com aquilo que coloca dentro e sobre o seu corpo.

 

Abençoados sejam.»»

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D