Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Rescaldo do Poiares Trail 2015

por Pedro Caprichoso, em 25.05.15

O Poiares Trail tinha tudo para correr mal: a organização não me inspirava grande confiança, estava um calor de rachar e tinha enfardado meio quilo de cerejas ‘de beira-de-estrada’ na véspera da prova – o que fez com que tivesse de parar 5 vezes durante a viagem para “arrear o calhau”. Surpreendentemente, foi um evento 6 estrelas!

 

11329802_451550805004921_7833344870727504272_n.jpg

 

A organização do Poiares Trail convidou 2 Padrinhos: um homem (Jorge Martins) e uma mulher (Carmen Pires). Se os tipos do Viana Trail tivessem atendido os meus pedidos, também eu teria tido uma Madrinha na Taça Ibérica de Trail. Mas não: decidiram antes deixar-me sozinho e gastar o dinheiro todo em fitas, brindes e abastecimentos. Viana-Trail, ponham os olhos no Poiares Trail!

 

10460350_451550811671587_5141536241763726506_n.jpg

 

Embora o nosso enviado especial à capital da chanfana tenha subido ao pódio enquanto 3.º classificado do escalão SM, este mostrou-se extremamente desagradado com o troféu que lhe foi atribuído. Os troféus do Poiares Trail 2015 têm a forma de um animal com o  focinho de bode (pois tem barbicha) e corpo de cabra (pois tem tetas). Ou seja, trata-se de um caprino transexual – e nós aqui no TopMáquina não gostamos dessas modernices. Ou bem que era uma cabra; ou bem que era um bode. Assim não.

 

11046521_759620804156514_3712112189000039252_n.jpg

 

No escalão feminino, Patrícia Carreira apresentou, em exclusivo mundial, uma nova técnica de descida intitulada "O Cristo-Rei". Em declarações no final da prova, a vencedora do Poiares Trail admitiu que esta técnica tem vindo a ser desenvolvida em segredo com o seu treinador André Rodrigues – um dos maiores especialistas mundiais a descer.

 

11147218_1606861106219236_8018615064267432292_n.jp

 

Pedro Rodrigues, o outro pupilo de André Rodrigues, correu com uma unha a cair de podre – danos colaterais do UTSM, que o atleta da Lousã terminou num brilhante 6.º lugar. Em conversa telefónica com o atleta, este confirmou à redacção do TopMáquina que a unha foi-lhe arrancada hoje de manhã, a sangue-frio, por um ferreiro da zona. Em baixo podem ver a reacção de nojo do público de Portalegre ao verem a unha do Pedro:

 

10502013_1644053462480394_7212582011358256034_n.jp

 

Não sendo uma novidade no universo do Trail Nacional, não podemos deixar de fazer referência aos cartazes colocados ao longo da prova. Alguns serviam de motivação, outros para induzir a gargalhada e, um em particular, para gozar com a cara do fundador deste blog.

 

11351330_1606687249569955_6065347799898735947_n.jp

 

Segundo reza a história, Luís Semedo, o vencedor da prova principal do Poiares Trail, apanhou uma piela de proporções bíblicas na noite anterior à prova. Tal significa que a organização falhou redondamente por não tê-lo submetido a um teste anti-doping – de maneira a medir o teor de cevada no sangue com que este se apresentou à partida. Relembramos que, na semana passada, a Agência Portuguesa de Anti-Dopagem adicionou a cevada à lista de substâncias dopantes. Eis o Luís a recuperar da ressaca (da prova):

 

10401939_759627264155868_5353451967696491697_n.jpg

 

Por fim, quanto aos meios de socorro, nada a apontar. Não faltaram bombeiros e pessoal da organização nas partes mais perigosas do percurso, incluindo nadadores salvadores (na passagem por linhas de água) com o equipamento de salvamento adequado para o efeito.

Sem Título.jpg

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D