Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Rescaldo da Taça Ibérica de Trail

por Pedro Caprichoso, em 12.05.15

11072239_1114395505242505_3092094919858847309_n.jp

 

No passado Domingo, por volta das 6h da manhã, fiz amor apaixonado com um moçambicano de 120kg. Duas horas depois estava a participar, em Vila Nova de Cerveira, na Taça Ibérica de Trail. Com o carimbo dos maluquinhos do EDV-Viana Trail, o evento ultrapassou todas as expectativas. Sabíamos de antemão que seria bué bom, mas ninguém pensou que fosse tão bué bom. A melhor forma de descrever a Taça Ibérica é a seguinte: foi uma pândega envolta num forrobodó, acompanhada por uma suruba com uma cereja no topo.

 

Começando pela vertente competitiva, o nosso enviado especial a Cerveira alcançou um estratosférico 2.º lugar à Geral. Uma vez que a prova se intitulava Taça Ibérica de Trail, tal significa que Pedro Caprichoso é hoje considerado pela imprensa especializada como o segundo melhor atleta de Trail da Península Ibérica. Se os Espanhóis Kilian Jornet e Luís Hernando não estiveram em Cerveira, isso é lá com eles. Não quero saber. Azar!

 

11026229_1114396998575689_71950822807105072_n.jpg

 

Tendo em conta a presença esmagadora de atletas espanhóis nos 50km, posso afirmar que aprendi mais palavras em Castelhano durante a primeira contagem de montanha do dia (com 450D+) do que em toda a minha adolescência vendo o Canal Íntimo. Eis algumas das bonitas expressões que irei utilizar a partir de hoje sempre que me deslocar ao país vizinho:

 

- Estoy hasta los cojones (Estou farto);

- Que coño (Que raio/que chatice/que merda);

- Me cago en la leche (Puta que o pariu);

- A tomar por culo (Ir para a puta que o pariu);

- Que putada (Que chatice);

- No jodas! (Não brinques/não acredito);

- Que coñazo (Que chatice/que gaita);

- Que hijo(a) de puta!

- Eso está de puta madre (Está bem/bom/óptimo);

- Está cojonudo (Está demais!);

- Cabrón(a) (Parvo, Sacana – não tem a denotação que tem em Portugal);

 

Nota: desconfio que o “Cabrón” era dirigido ao Director da Prova e Presidente do Viana Trail – o Sôtor Alcobia.

 

A Taça Ibérica é a única prova no mundo em que os voluntários são melhores atletas do que os atletas em competição. Imaginem o que é chegar a um abastecimento e levarmos com a nata do Viana-Trail. Sabem como é? É uma merda. Pois em vez de nos apoiarem, metem-nos abaixo. Dizem-nos que vamos estourar; que o homem da marreta está ao virar da esquina; e que há perigo de morte se não abastecermos convenientemente.

 

Até Estouras.jpg

 

Na Taça Ibérica os campeões são atletas vassoura, dão-nos comida na boca, recolhem as fitas e lavam-nos as costas no duche – obrigado José Faria. Digam-me lá: em que outra prova vocês vêem um Campeão Nacional de Trail a recolher fitas?

 

11234860_822190727901294_6290242956830485499_n.jpg

 [Ricardo Silva, Artur Matos e Amândio Freitas a recolher fitas]

 

Ainda querem mais razões para no próximo ano virem correr a Cerveira? Sim? Então aqui vão mais três:

 

1. Gajas Boas

Da mesma forma que existem as garotas da Fórmula 1 para abrilhantar o desporto automóvel, a Taça Ibérica tem as garotas mais sexys do Trail Nacional.

 

13427_822186504568383_5396352117168208884_n.jpg

 

2. Contacto Com Verdadeiros Campeões.

A presença e simpatia dos campeões é outra das características que distinguem a Taça Ibérica das demais provas. Em baixo, por exemplo, temos o campeão Jérôme Rodrigues a dar conselhos a uma anónima do mundo das corridas.

 

1503280_822189877901379_6726443362418822170_n.jpg

 

 

3. Dá Gosto Ficar Em Último Lugar

Eis a recepção que teve o último classificado dos 50km. Para além da recepção, recebeu um beijinho de cada uma das garotas acima identificadas.

 

11112771_822190101234690_7433324638572503646_n.jpg

 

A não ser que o meu amante moçambicano me deixe e eu morra de desgosto, podem ter a certezinha absoluta de que para o ano estarei em Cerveira – seja a correr, a aplaudir ou a ajudar.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D