Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Rescaldo Trail Senhora do Salto

por Pedro Caprichoso, em 16.10.15

Desloquei-me a Aguiar de Sousa a convite do Presidente do Viana-Trail e Padrinho da prova. A Madrinha era, nem mais nem menos, do que a SuperMulher Lucinda Sousa. Não podia recusar, pois tratava-se de uma excelente oportunidade para aplicar a 3.ª Dica Para Seres Um Grande Atleta. Evitei as provas com mais concorrência que se disputavam nesse fim-de-semana, como o Trail da Guarita e o RedcrossTrail, e parti com a intenção de fazer pódio, posar para as fotos e depois cagar-me no Facebook. Mas não pensem que foi fácil. Só alcancei o segundo classificado a 2km da meta e o primeiro dentro do último quilómetro.

 

11885144_1468150333490355_4090415091713222164_o.jp

 

A partida foi dada por uma pistola muda. A Organização esqueceu-se de carregar a arma e o tiro saiu em falso. Também em falso, um atleta deu um passo em falso e espalhou-se ao comprido ainda dentro do primeiro quilómetro. A queda foi provocada pelos afloramentos de xisto, tão característicos daquela zona, que pontuavam todo o percurso. Saltei por cima da vítima de maneira a evitá-la, parei, assegurei-me de que ela bulia e continuei no encalço dos primeiros. Foi pena. Naquele primeiro quilómetro, ficou claro aos olhos de todos que o sinistrado ia ganhar a prova com uma perna às costas. Enfim… como se costuma dizer, ácido sulfúrico no cu dos outros é chá de camomila na minha barriguinha.

 

12096533_627795717360585_3321763386615938951_n.jpg

 

O percurso surpreendeu-me pelo equilíbrio apresentado entre zonas rolantes, zonas técnicas e zonas erógenas (i.e. húmidas). Entre as últimas, destaco uma secção de rio com água pela cintura. Nesta secção, algumas caminheiras resolveram tirar o biquíni da mochila e transpô-la a nado – e em boa hora o fizeram. Gostei.

 

Fiquei em 147.º Geral em 8h26. Sim, acabei em primeiro, mas levei uma penalização de 6h por ter engravidado uma caminheira durante a prova. Jamais esquecerei a primeira edição do Trail Sra do Salto. Ao km 16 da prova concebi o meu primeiro filho. Vou ser pai... pelo menos isso é o que me disse a caminheira contra a qual embati pela retaguarda no passado Domingo. A culpa é do viagra. Troquei os comprimidos de imodium pelos de viagra – ambos azúis – e tomei dois a meio da prova. O problema é que fiz a segunda metade com a tenda armada e depois deu-se o azar de ter apanhado a futura mãe do meu filho numa curva mais apertada. A coitada, ainda por cima, estava de rabo empinado à procura de uma lente de contacto. É o destino. A rapariga não é da terra. A Christine é uma estudante francesa a fazer Erasmus em Ermesinde.

 

Ao km 12 encontrei um cadáver humano em avançado estado de decomposição. Penso que se trata de uma vítima das Quintas-Feiras bravas, uma vez que os “bravos” realizam as suas touradas por essas bandas.

 

12036466_10204528988217024_1546563879356948555_n.j

 

Esqueci-me de referir que me esqueci das calças no carro. Despi-me, tomei banho, limpei-me e só então me apercebi que não tinha calças. Uma vez que sou um tipo desenrascado, saí do balneário com o corta-vento enrolado à cintura. Acontece que fui imediatamente cercado por outras 3 caminheiras – e agora tudo indica que vou ser o pai babado de 4 crianças. A prova não me estafou, já as caminheiras… Se não fossem as 5 fêveras que comi à pala da Organização, não sei não. O mais provável é que neste momento ainda estivesse a soro no hospital de Recarei.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D