Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

TOP MÁQUINA

Eu faço Trail e sou uma Máquina. E isso é Top!

Fotógrafos, Speakers e o Bling Bling

por Pedro Caprichoso, em 13.07.18

rich-tourist-photographer-3524212.jpg

 

Queres ganhar a vida com o Trail? Queres? Tens a certeza? Não queres antes enveredar por uma carreira com mais futuro, tipo vendedor de cereja de beira de estrada? Pronto, ok, não insisto mais. Já percebi que leste o livro do Kilian e achas que vais ser o próximo embaixador da Salomon (e papar a Emelie). Nesse caso, no entanto, aviso-te já que não te adianta de nada treinar que nem um doido, ganhar provas de renome nacional e atingir os píncaros do ranking da ATRP. Raras são as provas que em Portugal atribuem prémios monetários, pelo que mais vale fazer uma vaquinha, tirar um curso de fotografia, comprar uma máquina fotográfica topo de gama e fotografar os atletas semi-amadores do Trail Nacional. Outra excelente alternativa passa por contratares um professor de canto, aprenderes a colocares a voz e passares a viver o Trail na qualidade de speaker. Quem são os gajos com mais bling bling no Trail? Pois é: os fotógrafos e os speakers.
 
Passe o sarcasmo, antes de mais importa sublinhar a marcador verde-fluorescente que eu não tenho nada contra os fotógrafos, speakers e demais envolvidos no Trail que lucram às suas custas. Acho muito bem. Se estivesse no lugar deles, faria o mesmo. Até porque os fotografos que eu conheço têm o ar (e o corpo) de me poderem partir as trombas; até porque um dos mais emblemáticos speakers do panorama nacional é meu vizinho e eu não quero sair de manhã para o trabalho e encontrar o meu carro com os pneus furados. 
 
Dito isto, já acho muito mal que não chova nada para o lado dos atletas. O mal não está no facto dos fotógrafos e speakers ganharem dinheiro. O mal está no facto dos atletas não ganharem nada. Digo mais: acho quase vergonhoso que uma organização pague a fotógrafos e speakers e não atribua prémios monetários aos atletas. Que raio quer isso dizer? Que os fotógrafos e os speakers são mais importantes que os melhores atletas da nossa praça? Não pensem muito que eu respondo de pronto: não são. As provas são para competir e não há nada mais importante dos que os expoentes máximos da modalidade. Entendo a lei do mercado e percebo que muitas das regras (tempos de corte, material obrigatório, etc.) têm de ser pensadas em função do atleta de pelotão, mas não me fodam! Nas provas, repito, nas provas o elemento mais importante são os atletas que vão às provas para competir.

 

Citando daqui um dos melhores comentadores desportivos que este país já viu, deixo-vos com esta reflexão: 

«Se vos perguntar qual é o elemento mais importante da Indústria do Trail, nove em cada dez dirão que são os Atletas. Se assim é, por que carga de água é que o elemento mais importante é o único que não vê a cor do dinheiro? As organizações fazem dinheiro, as empresas de cronometragem fazem dinheiro, as lojas de material desportivo fazem dinheiro, as lojas de suplementação fazem dinheiro, a comunicação social faz dinheiro, o comércio local faz dinheiro, os ginásios fazem dinheiro, etc. Só o Zé-Povinho—Atleta é que não faz dinheiro. Sim, todos os apoios são bem-vindos e já vão aparecendo alguns para os melhores atletas da nossa praça. No entanto, mesmo para os melhores atletas, os apoios ainda são insipientes. Limitam-se a material desportivo, fisioterapia e suplementação. Dinheiro, bagulho, massa, guita, pastel, grana, carcanhol… isso nem vê-lo.»

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D